CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

Jerônimo afirma que pesquisas internas apontam crescimento

O pré-candidato ao governo da Bahia, Jerônimo Rodrigues (PT), afirmou que pesquisas de consumo interno apontam um crescimento nos números da sua candidatura. A declaração ocorreu nesta quarta-feira (27), em entrevista à Salvador FM.

Jerônimo disse respeitar os levantamentos de intenção de voto para governador em que aparece atrás do ex-prefeito de Salvador, ACM Neto (UB), mas lembrou o histórico das últimas eleições, quando Jaques Wagner (PT) e Rui Costa (PT) apareciam derrotados no primeiro turno, mas acabaram vitoriosos, contrariando as pesquisas. Como os levantamentos precisam estar registrados para que os números sejam divulgados, o petista não citou as porcentagens.

“Eu respeito as pesquisas, mesmo aquelas que a gente acha esdrúxula, exagerada, de um canto ou de outro. Posso não concordar, mas respeito. Mas, é necessário a gente recordar de 2006. Quando apresentamos o nome de Wagner, a gente sofreu desse mesmo mal: as pesquisas e uma parte da imprensa vivia pregando que Wagner não ganharia e perderíamos no primeiro turno. Inclusive, as pesquisas de boca de urna, as feitas no sábado de noite […] Realmente, não teve segundo turno, nós ganhamos no primeiro turno. Com Rui em 2014, eu lembro que em agosto, Rui não batia nem 15% […] Novamente agora, dizem que a história não se repete, mas está muito parecida, porque as pesquisas internas mostram crescimento, o meu nome aparece há menos de quatro meses. Pode até irritar algumas pessoas, mas é um time, e se nós tivéssemos outro nome, esse time já daria um peso a essa pessoa”, afirmou Jerônimo.

Nesta semana, a coluna O Carrasco, do jornal A Tarde, cravou que um levantamento interno mostrou que Jerônimo havia ultrapassado ACM Neto em Feira de Santana, segunda maior cidade do estado. “A alegria não era somente pelos números globais, que atribuíam a Jerônimo percentuais bem próximos do primeiro colocado”, dizia a publicação.