UFC

Horário de verão chega ao fim com economia estimada de R$ 147 milhões

Foram quatro meses com a luz do sol durando até mais tarde. Horário de verão valeu para as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Horário de verão chega ao fim com economia estimada de R$ 147 milhões

Termina neste sábado (18) o horário de verão. À meia-noite, os relógios de quem está nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste devem ser atrasados em uma hora.

Tudo girou em torno dele, do sol. Foram quatro meses com esse astro brilhando um pouco mais no nosso dia-a-dia, sobretudo no fim de tarde. Uma horinha apenas, mas suficiente para clarear o comecinho da noite e prolongar os prazeres do dia.

“Gosto muito do horário de verão, pena que vai acabar”. Claudia Santos, professora de educação física.

Mas como nem tudo que reluz é ouro, tem gente contando as horas para ver a noite chegar mais cedo e o dia começar mais tarde para poder acordar com o sol pelo menos já despontando no horizonte.

“Muda a rotina, muda o horário para acordar. É complicado, eu não gosto”.

Mas afinal, para que serve esse tal de horário de verão que causa tanta controvérsia? Segundo o governo federal, que adotou o sistema pela primeira vez lá em 1931, ele ajuda a reduzir o consumo de energia e aliviar a sobrecarga no sistema elétrico no horário de pico, justamente no comecinho da noite. Mas será que isso traz alguma vantagem financeira?

Pelas contas do governo, a resposta é sim. Com menos lâmpadas e aparelhos elétricos ligados ao mesmo tempo, o consumo geral cai em média 4,5% durante o horário de verão. Economia estimada de R$ 147 milhões em 2017. E quando as contas estiverem prontas, isso ainda pode melhorar.

Mas para quem não gosta do horário de verão, não tem cifra que convença.

“Eu acho até que a economia que a gente está fazendo não justifica o que mexe no relógio biológico das pessoas”, diz o administrador Roberto Belintani.

No domingo (19), no céu da Região Sul, no Sudeste e no Centro-Oeste o sol vai embora mais cedo. Exatamente à meia-noite, todos os relógios nessas três regiões devem ser atrasados em uma hora, ou seja, voltar para as 23h. Na prática, significa que este sábado vai ter 25 horas. Uma hora extra inteirinha para gastar do jeito que cada um quiser.

 

 

 

Veja também