UFC 213

Gandu e a crise nacional que assolam os municípios. Pelo Prof. Israel Leal

Rev. Israel Leal ao lado do prefeito Leonardo Cardoso durante oração pela cidade

Em entrevista na Vitória FM, o prefeito Leonardo Cardoso mostrou as diversas dificuldades financeiras que  o levou a anunciar um pacote de medidas administrativas que inclui desde a demissão de funcionários a cortes extremos no orçamento.

A cidade enfrenta uma contínua queda na arrecadação provocada pela crise econômica do país.

As demissões de funcionários contratados e de servidores que ocupam cargos de livre nomeação ocorrerão em vários setores. Também haverá redução dos gastos com horas extras e gratificações.

Uma das principais preocupações do governo é a Lei de Responsabilidade Fiscal, que limita o gasto das prefeituras com a folha de pagamento em 54% da receita.

As pessoas podem até cobrar e julgar o prefeito municipal por tomar estas atitudes. Mas não podem cobra-lo por ter criado o problema. A situação não foi ele que criou e ele tem buscado soluções, que muitas vezes desagrada.

As dificuldades do município de Gandu são influenciadas pela crise econômica nacional e foram agravadas com os cortes das verbas da União.

A prefeitura tem buscado alternativas para equilibrar as contas no curto prazo. Além disso, o município está desenvolvendo planos para diversificar as receitas.

Que os ajustes econômicos se alinhe o mais rápido possível, para que os pais de família possam retornar  os seu serviço e garantir o sustento do seu lar. (É o nosso desejo!). E que a tristeza e o desalento dessas famílias não sejam alvo de politicagem podre e sim de plena solidariedade.

Com medidas enérgicas, a busca de investimentos para a cidade e acima de tudo com as bençãos do Senhor, nossa cidade sairá desta crise que tem assolado e voltaremos aos trilhos do progresso e do desenvolvimento.

 

*(Rev. Israel Leal – Teólogo/ Licenciatura em História/ Bacharel em Direito).

Veja também