Excluída da majoritária, Lídice pode ser candidata ao Planalto

Também ex-prefeita de Salvador, Lídice decidiu ser pré-candidata a deputada federal, atendendo a um pedido do presidente nacional de seu partido, Carlos Siqueira.

A senadora Lídice da Mata (PSB) se reuniu nesta terça-feira (17), em São Paulo, com o governador do estado, Márcio França, que cogita lançar candidatura própria do partido para presidente da República.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, França sugeriu os nomes da própria Lídice, do ex-deputado Beto Albuquerque (RS), do deputado Júlio Delgado (MG), além da viúva do ex-governador Eduardo Campos, Renata Campos, como possíveis postulantes da sigla ao Planalto.

Após o encontro, a senadora se comprometeu a avaliar a proposta. Lídice foi excluída da chapa majoritária encabeçada pelo governador Rui Costa (PT). Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD) serão os candidatos ao Senado pelo governo e o pepista João Leão tentará a reeleição para vice-governador.

Também ex-prefeita de Salvador, Lídice decidiu ser pré-candidata a deputada federal, atendendo a um pedido do presidente nacional de seu partido, Carlos Siqueira. O mandatário pretende ampliar a bancada da legenda no Congresso Nacional. A decisão contrariou um desejo de eleitores e correligionários, que queriam que a senadora se lançasse de forma avulsa ao Senado.

A senadora já está acompanhando Rui Costa em viagens ao interior e se reunindo com lideranças em busca de votos para a Câmara Federal.

JIU JITSU FERNANDO MEIRA