GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Escolas não são fator preponderante de transmissão do coronavírus, diz OMS

Avaliação é de Hans Kluge, diretor regional da entidade no âmbito da Europa

O diretor regional para a Europa da Organização Mundial de Saúde (OMS), Hans Kluge, disse nesta quinta-feira (27) que escolas não desempenham um papel central na transmissão do novo coronavírus, embora a sua capacidade de propagação também esteja ligada ao nível de contágio que existe numa comunidade.

“Até agora sabemos que o ambiente escolar não é um fator preponderante na pandemia. Mas há cada vez mais publicações que reforçam as evidências de que as crianças têm um papel na contaminação, embora mais vinculada a encontros sociais”, disse Kluge durante coletiva de imprensa, segundo o jornal o Estado de S. Paulo.

De acordo com o dirigente da OMS, as escolas devem aplicar os mesmos protocolos gerais de higiene e distanciamento social, mas dependendo da fase da pandemia na qual a comunidade esteja inserida, “medidas adicionais” devem ser implementadas.

“O que sabemos é que não podemos abrir sociedades sem primeiro abrir escolas. Esta foi a maior ruptura na história da educação, com 1,6 bilhão de crianças afetadas em 190 países”, afirmou Kluge.

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia