Em evento do governo, João Roma chama Silveira de “novo Tiradentes”

Tiradentes foi enforcado e esquartejado por suposta traição à Coroa Portuguesa. Ele também foi um símbolo da Inconfidência Mineira

O ex-ministro da Cidadania e pré-candidato ao governo da Bahia João Roma (PL) comparou, na tarde da última sexta-feira (22/4), em um evento oficial do governo federal, o deputado Daniel Silveira (PTB/RJ) a Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes.

“No [dia] 21 de abril deste ano, teve mais um episódio na história da nossa República: Bolsonaro salvou da forca o novo Tiradentes do Brasil [Daniel Silveira]”, disse Roma. “Ele, com muita coragem, enfrentou estruturas para que nossa a democracia seja cada vez mais fortalecida, para que nossas instituições estejam equilibradas”, completou.

“Que todos eles se lembrem que nós não temos pagadores de impostos para sustentar uma burocracia que olhe para o seu umbigo, mas nós precisamos, sim, de gestores públicos que olhem para o nosso povo sofrido. É esse Brasil que nós queremos”, completou o ex-chefe da Cidadania.

Daniel Silveira foi condenado por ameaçar a autonomia do Supremo Tribunal Federal (STF) e causar animosidade entre os Poderes, Tiradentes, por sua vez, foi enforcado e esquartejado por suposta traição à Coroa Portuguesa, em 21 de abril de 1792. Ele foi um símbolo da Inconfidência Mineira e lutou até a morte em prol da instalação da República.