Doença ‘mão-pé-boca’ atinge ao menos 50 crianças em Salvador e no recôncavo

Secretaria Municipal da Saúde de Nazaré trata a doença como surto.

Pelo menos 50 crianças da capital baiana e da cidade de Nazaré das Farinhas, no recôncavo baiano, foram diagnosticadas nos últimos dias com a doença conhecida como “mão-pé-boca”, que causa aftas, febre e coceira na pele.

De acordo com informações da Secretaria de Saúde (Sesab), a doença atinge crianças dos 6 meses a 3 anos. A síndrome mão-pé-boca é um agravo contagioso causado pelo vírus Coxsackie, enterovírus que habita normalmente o sistema digestivo. Geralmente, como outras infecções por vírus, o agravo regride espontaneamente após alguns dias.

Ainda de acordo com a Sesab, a doença geralmente provoca febre alta antes do aparecimento das lesões na boca, amígdalas, faringe e de manchas vermelhas com vesículas branco-acinzentadas, que podem evoluir para ulcerações, erupções de pequenas vesículas nas palmas das mãos e nas plantas dos pés, mal estar, falta de apetite, vômitos e diarreia.

Surto

A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde de Nazaré trata a doença como surto. Ao menos 17 casos foram registrados na cidade. 

Fonte: Bahia.ba