‘Do Bronx’ analisa vitória no UFC 269 e cita nova meta: “Quero entrar no Hall da Fama”

por Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)12/12/2021

No último sábado (11), Charles ‘Do Bronx’ escreveu mais um capítulo de sua história vitoriosa no Ultimate. O brasileiro defendeu pela primeira vez o cinturão do peso-leve (70 kg) da liga, quando finalizou Dustin Poirier, no terceiro round da luta principal do UFC 269, realizado em Las Vegas (EUA). Logo após o duelo, o lutador bateu um papo exclusivo com a reportagem da Ag. Fight (clique aqui) para analisar seu triunfo.

No início do confronto, ‘Do Bronx’ sofreu com alguns ataques de Poirier e deixou a torcida brasileira apreensiva. No entanto, a partir do segundo round, o paulista dominou as ações, principalmente quando colocou em prática a luta agarrada até conseguir a finalização. De acordo com o campeão, ele nunca duvidou que sairia com o cinturão.

“Foi uma guerra. O Dustin é um cara que merece todo o respeito do mundo. Graças a Deus deu tudo muito certo e estou muito feliz. Falei que não ia deixar nas mãos dos juízes e deu certo. O tempo inteiro (sabia que ia vencer). Desde que cheguei em Las Vegas eu sabia que ia vencer, acreditei na minha vitória e em mim. A luta foi sendo quebrada, eu trabalhando as joelhadas, cotoveladas, batendo, saindo, mexendo”, disse.

Com mais esse triunfo, agora Charles soma dez vitórias seguidas e aumentou seu recorde de finalizações no Ultimate, com 15. Mas engana-se quem pensa que o brasileiro está acomodado com tantos números na história da maior liga de MMA do mundo.

“Quero quebrar mais recordes, fazer história. Estou muito feliz de tudo que está acontecendo, quebrando recordes, fazendo história, construindo um legado. Quero quebrar mais recordes, quero entrar para o ‘Hall da Fama’, ser mais conhecido, quero que todo saibam que o moleque saiu da favela para o mundo sem precisar pisar em ninguém, mantendo sua humildade e respeito”, completou o campeão dos leves.

Charles ‘Do Bronx’ vive momento mágico no MMA. Agora, o brasileiro possui dez triunfos seguidos, sendo seis por finalização e três por nocaute. Além disso, o campeão do peso-leve do UFC é o recordista de finalizações na história da companhia (15 vezes) e o lutador que mais venceu pela via rápida (18). Seu cartel profissional é composto por 32 vitórias, sendo 28 pela via rápida, oito derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado).