GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Datena: candidatura é ‘para valer’ e não tenho medo de disputar presidência

Apresentador aparece com 7% em levantamento de seu partido, o PSL, atrás apenas de Lula e Bolsonaro na corrida presidencial para 2022

Presença constante no notíciário das últimas eleições como possível candidato, seja no âmbito nacional ou municipal, o apresentador José Luiz Datena filiou-se no início do mês ao PSL, ex-sigla do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e garante que desta vez é para valer. Só não se sabe candidato a que: presidente, senador ou governador. A escolha, diz, está nas mãos do partido. Mas o que tem mais feito brilhar seus olhos é a chance de concorrer ao Palácio do Planalto, principalmente depois que o presidente do PSL, Luciano Bivar, levantou essa possibilidade nas últimas semanas. Graças à sua enorme popularidade construída em muitos anos de trabalho na TV, Datena teria apelo como “outsider” numa corrida presidencial, conforme ficou demonstrado na pesquisa divulgada nesta quinta-feira, 29. 

Com cerca de 7% das intenções de voto para a Presidência, a depender do cenário em uma pesquisa contratada pelo seu partido ao instituto Paraná Pesquisas, Datena está atrás apenas dos favoritos Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Bolsonaro e à frente de nomes experimentados como Ciro Gomes (PDT) e João Doria (PSDB). “Para quem não faz campanha e está sendo lançado agora, acho que está razoabilíssimo. Estar perto do Ciro Gomes e na frente de muito político de carreira é um resultado muito bom”, disse. Em entrevista a VEJA, Datena afirma que pode se viabilizar como candidato de terceira via, mas não descarta uma aliança com Ciro Gomes, com quem apareceu tecnicamente empatado, para quem um único nome possa fazer frente a Lula e Bolsonaro na disputa e faz projeções do que faria caso ganhe as eleições. 

Programa Estado Solidário