PIRAÍ DO NORTE

Conmebol e Fifa estudam adiar novamente Eliminatórias da Copa de 2022

Conmebol-e-Fifa-estudam-adiar-novamente-Eliminat%C3%B3rias-da-Copa-de-2022 Conmebol e Fifa estudam adiar novamente Eliminatórias da Copa de 2022

A estréia das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa de 2022, no Catar, estava prevista para começar em março. No entanto, com a pandemia do coronavírus, Conmebol e Fifa decidiram pelo adiamento dos dois primeiros jogos, para setembro deste ano. Para piorar ainda mais a situação, até a nova data está sob ameaça, fazendo com que as entidades estudem soluções para o problema.

Inicialmente, a possibilidade de mudança de formato do torneio segue descartada. A ideia é manter o sistema de pontos corridos entre as 10 nações do continente. O único impasse está no fato desta estrutura exigir a necessidade de nove “datas-Fifa”, que é o período de nove dias em que as seleções nacionais se reúnem e para os quais os clubes são obrigados a liberar seus jogadores.

Caso o cronograma seja mantido, haveria um imbróglio quanto ao calendário. Isso porque, com a ausência das datas de março e setembro, as Eliminatórias só terminariam em meados de 2022, depois até da data prevista para o Sorteio dos Grupos da Copa do Mundo.

Uma das soluções vislumbradas pela Fifa, está na possibilidade de aumentar as janelas de jogos para dez dias, e assim fazer três jogos em cada período. A ideia foi bem aceita na Europa, mas não na América do Sul. Segundo a Conmebol, as viagens dentro do continente são mais longas, havendo mais dificuldades de logística.

Essas mudanças podem acabar gerando consequências diretas, inclusive na Copa do Mundo. Não para a disputa do torneio em si, mas para o evento de sorteio que define o agrupamento da disputa.

A Copa do Catar terá um diferencial dos torneios anteriores. Normalmente, a disputa ocorre nos meses de julho e agosto dos anos. No entanto, em decorrência de diversos fatores, incluindo climáticos, os jogos foram remanejados para novembro e dezembro.

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia