UFC 213

Comissão diz que sem-terra morto no Pará foi executado à queima-roupa

De acordo com Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará, o trabalhador rural levou dois tiros no coração durante a ação policial quarta-feira da semana passada.

A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará informou que pelo menos um dos dez sem-terras mortos na chacina de Pau d’Arco foi executado à queima-roupa.

De acordo com a órgão, o trabalhador rural levou dois tiros no coração durante a ação policial quarta-feira da semana passada.

Na companhia de vigilantes contratados pelos proprietários da Fazenda Santa Lúcia, em Pau D´Arco (PA), um grupo de policiais foi destacado para cumprir 16 mandados judiciais contra os sem-terra que ocupavam a propriedade. Ao chegar no local, policiais disseram que foram recebidos a tiros e que, por isso, reagiram.

Na sexta-feira, o Conselho de Segurança Pública (Consep) determinou o imediato afastamento dos 21 policiais militares e oito policiais civis que participaram da ação. A Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão questiona porque os corpos dos dez sem-terra mortos foram removidos e o local da ocorrência foi adulterado.

Para o presidente do Consep, Darci Frigo, a versão dos policiais cai por terra já que nenhum agente foi sequer ferido ao ser surpreendido pelos supostos tiros realizados pelos sem-terra.

Fonte: IG

 

Veja também