Bolsonaro promete respeitar lista tríplice do STF para ministro substituto do TSE

Mesmo sem proximidade com nenhum dos três, Bolsonaro tem sido aconselhado a não ampliar o desgaste com o STF

O presidente Jair Bolsonaro (PL) prometeu, a aliados, que irá respeitar a lista tríplice elaborada pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para o próximo indicado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os nomes indicados pelo Supremo são dos advogados Vera Lúcia Santana Araújo, André Ramos Tavares e Fabrício Juliano Mendes Medeiros. Um deles substituirá o ex-ministro Carlos Velloso Filho, indicado em 2019, e que renunciou ao cargo por motivos de saúde.

Embora não tenha proximidade com nenhum dos três, Bolsonaro tem sido aconselhado a não ampliar o desgaste com a Corte.

Apesar disso, ele não terá pressa para nomear o próximo membro do TSE. Diz que levará o tempo necessário para avaliar os indicados e pretende anunciar o escolhido até as eleições.

Quem conversou com o presidente sobre o assunto relata que ele está disposto a escolher alguém que não reze pela cartilha do bolsonarismo. Tem dito que aceita perder “nas quatro linhas”, mas que quer se blindar de perseguições.

Nessas conversas, cita nominalmente os ministros Alexandre de Moraes e Luís Roberto Barroso. Como o Painel, da Folha de S. Paulo, mostrou, Bolsonaro deve fazer um pente fino para não nomear um “novo Barroso”.