Após prisão de Milton Ribeiro, Weintraub diz que ‘vão aparecer mais coisas’

Foto: Agência Brasil

Ex-titular do Ministério da Educação, Abraham Weintraub (PMB) comentou a prisão de seu sucessor na pasta, ocorrida nesta quarta-feira (22) por suspeita de corrupção envolvendo pastores lobistas. A informação é da coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo.

“O Milton Ribeiro saiu e a turma toda ficou. Então, eles continuam atuando. Tem muito mais coisas acontecendo no MEC e em algum momento vai acontecer. Eu vi como é a sanha do pessoal, o pessoal é desesperado”, disse ele, que é pré-candidato ao governo de São Paulo e hoje crítico do governo Bolsonaro.

“A equipe que gerou todo esse caroço continua lá. Os desgastes vão continuar, vão aparecer mais coisas. E, se não aparecer agora, vai aparecer ano que vem. O pessoal está trabalhando, todo dia acorda e vai trabalhar. E gente errada trabalhando faz coisa errada”, afirmou o ex-ministro, segundo o qual a saída da pasta se deu por resistência a entregar o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ao centrão.