Alemanha: taxa de contágios de Covid em sete dias atinge nível recorde

Segundo o governo, o país vive uma ‘pandemia dos não vacinados”. O estado da Saxônia proibiu não vacinados de ir a restaurantes e locais públicos fechados.

Imagem de Frankfurt, na Alemanha, em 3 de novembro de 2021 — Foto: Michael Probst/AP

A taxa de infecção por coronavírus na Alemanha chegou ao nível mais alto nesta segunda-feira (8) desde o começo da doença —no governo, dizem que há uma “pandemia dos não vacinados” no país.

A taxa de incidência acumulada nos últimos sete dias, que mede o número de casos de coronavírus a cada 100 mil habitantes, chegou a 201.

O recorde anterior, de 197,6, era de 22 de dezembro de 2020, segundo o Instituto Robert Koch Institute da Alemanha.

Menos de 70% da população foi vacinada. O governo pede para que os alemães procurem os postos de imunização.

“Para os não vacinados, há um elevado risco de contágio nos próximos meses”, disse na semana passada Lothar Wieler, diretor do Robert Koch.

No estado da Saxônia a taxa de incidência é de 491,3, mais que o dobro do resultado nacional. Lá, as pessoas não vacinadas começam a enfrentar novas restrições a partir desta segunda-feira. O acesso a restaurantes e outros locais fechados serão restritos a pessoas com vacinação completa ou que consigam comprovar a recuperação da Covid-19.

Fonte: G1

Programa Estado Solidário