ACM Neto nega ter culpa pela saída do União Brasil da 3ª via

O pré-candidato ao governo da Bahia e secretário-geral do União Brasil, ACM Neto, rebateu as acusação de ter sido responsável pela saída do partido do grupo da chamada 3ª via, como disse o presidente nacional do MDB, o deputado federal Baleia Rossi.

“Não houve definição de um critério para escolha de um candidato comum. Com todo respeito ao deputado Baleia Rossi, eu não sei com base em quê ele levanta esse tipo de acusação, tendo em vista que meu foco de trabalho está voltado ao projeto de eleição na Bahia e que eu não participei das conversas envolvendo a terceira via, em Brasília”, disse Neto, em entrevista ao site Uol.

Baleia Rossi acusou ACM Neto e o líder do União Brasil na Câmara dos Deputados, Elmar Nascimento, de atuarem para que o partido saísse do bloco da 3ª via por “interesses locais”.

“Seria melhor se nós tivéssemos uma candidatura única. Mas o União Brasil passou por uma crise interna, em que uma ala queria fazer parte da terceira via, e apresentar uma candidatura única. No entanto, o grupo que chegou do DEM, ligado a ACM Neto, acabou bloqueando esse diálogo por interesses locais. Eles acabaram vetando a discussão dessa unidade”, afirmou Baleia Rossi.