CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

A Tarde/Atlas: Jerônimo Rodrigues dispara e empata com ACM Neto para governador

Levantamento mostra ex-prefeito com 38,8% e o petista com 37,8%

– Foto: Reprodução

A nova pesquisa do Instituto AtlasIntel, divulgada pelo jornal A Tarde, nesta sexta-feira (05), mostra que Jerônimo Rodrigues, candidato do PT a governador da Bahia, empatou com ACM Neto (UB) em intenções de voto.

De acordo com o levantamento, Jerônimo tem 37,8%, enquanto Neto aparece com 38,8%. Considerando a margem de erro, os dois estão empatados.

Em terceiro está o candidato do PL, João Roma, que soma 13,2%, Kléber Rosa (PSOL), com 1,4%, e Giovani Damico com 0,1% dos votos. Somados, votos brancos e nulos e a categoria dos que não souberam em quem votar atingem 8,6% dos entrevistados.

Ainda segundo a pesquisa, entre os homens, Jerônimo Rodrigues é o preferido (43,1%), enquanto ACM Neto lidera entre as mulheres (44,6%).

A margem de erro da pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), é de 2 pontos percentuais para mais ou para menos. Foram ouvidas 1.600 pessoas, no período de 30/07/2022 a 04/08/2022), contemplando 329 municípios baianos. Está registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 04586/2022.

Segundo turno

A pesquisa ainda ouviu os eleitores sobre um eventual segundo turno, apresentando três cenários. No confronto entre Neto e Jerônimo, novamente há empate técnico:  42,7% contra 39,9%. Na disputa entre ACM Neto e João Roma, o primeiro sairia vencedor, com 49,7%, contra 25,3% do segundo.

O ex-ministro da Cidadania também sairia derrotado se enfrentasse o candidato petista. Nessa hipótese, Roma teria apenas 23,8% dos votos, enquanto Jerônimo seria eleito com 48,2%.

Eleição nacionalizada

Como historicamente acontece na Bahia, a eleição para presidente da República incide sobre a escolha dos candidatos dos baianos no nível local. A pesquisa apresentou aos respondentes o nome do pleiteante à Presidência ao lado do candidato ao governo baiano.

Para quem vota em Luiz Inácio Lula da Silva para o Planalto, 57,9% optam por Jerônimo Rodrigues, enquanto 29% escolhem ACM Neto. Para quem diz votar em Jair Bolsonaro, 51,2% escolhem João Roma e 38,7% Neto.  “Os mais pobres e com menor instrução tendem a cruzar o voto entre Lula e ACM, são eleitores que não acompanham o noticiário e não olham as eleições de maneira ideológica. A campanha de Jerônimo vai focar nesses eleitores, a associação com Lula pode reverter o quadro. Quanto mais pobre o eleitor, mais provável a associação com Lula”, analisa o doutor em ciência política  Andrei Roman, CEO do Instituto AtlasIntel.

De acordo com a pesquisa, é expressivo o número de eleitores que já escolheram o candidato à Presidência, mas que ainda não se decidiram sobre o Governo da Bahia. 55% dos entrevistados disseram que ainda não sabem em quem irão votar  para o Palácio de Ondina. A quantidade de votos brancos e nulos também é grande, com 34,9%.