Ufba e Uneb se destacam em ranking de qualidade

Num universo de 129 universidades da América Latina que participaram da pesquisa sobre ensino superior da revista britânica Times High Education, duas delas são da Bahia. A Universidade Federal da Bahia (Ufba) aparece na 30ª posição, também como a primeira entre as instituições do Nordeste, enquanto a Universidade do Estado da Bahia (Uneb) surge na 101ª posição, empatada com universidades do Brasil, Colômbia, Chile, México e Peru.

No levantamento divulgado na quarta-feira, 18, o Brasil é recordista no ranking, com 43 instituições, inclusive com destaque no top 5: Universidade de Campinas (Unicamp) em 1º, Universidade de São Paulo (USP) em 2º e Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) em 4º. Ainda entre as dez primeiras, a Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) em 7º, a Federal de Minas Gerais em 9º e a Federal do Rio Grande do Sul em 10º.

Segundo aponta a High Times Education, a metodologia foi a mesma para se criar o ranking das melhores no mundo, cujos indicadores são influência da pesquisa (citações), transferência de conhecimento (receita), relevância no cenário internacional, pesquisa e ambiente de aprendizagem (ensino).

Pontos

A Ufba obteve entre 20 e 30 pontos abaixo da média dos primeiros colocados. Em citações, recebeu 62,2; 61,3 para receita; 36,4 para relevância internacional; 33,2 em pesquisa; e 73,4 no quesito ambiente de aprendizagem.

A Uneb, em posição entre as últimas  listadas, recebeu notas inferiores: 15,9 em citações, 4,7 em receita, 15,8 em relevância internacional, 19,7 em pesquisa e 21,4 pontos em aprendizagem.

Coordenador

“A Universidade Federal da Bahia tem obtido bons resultados nas diversas avaliações. O ranking THE é mais um bom resultado, que nos deixa contentes, pois significa um reconhecimento público do esforço e empenho em garantir ensino, pesquisa e extensão de qualidade”, disse Jorge Salles, coordenador de avaliação institucional da Ufba.

Fonte: A Tarde
JIU JITSU FERNANDO MEIRA