GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Sean Strickland domina Uriah Hall e avança rumo ao top 10 do UFC

por Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)01/08/2021

UFC/ Divulgação

Grande atração do card do UFC Vegas 33, o duelo entre Uriah Hall e Sean Strickland colocou frente a frente dois lutadores agressivos e que estavam embalados por quatro vitórias seguidas no evento. Após cinco assaltos agressivos e praticamente disputados todos em pé, a melhor ficou com o americano, que deve garantir finalmente sua posição no top 10 da categoria dos pesos-médios (84 kg).

Atual número 11 do mundo, o atleta de 30 anos mostrou superioridade constante contra o, até então, oitavo colocado da lista. Agora com cinco vitórias em linha, Strickland acumula um cartel com 24 triunfos e três derrotas como profissional de MMA. Curiosamente, todos seus reveses foram anotados quando ele ainda competia como meio-médio (77 kg).

Por sua vez, Hall, que havia vencido os ex-campeões Anderson Silva e Chris Weidman em suas últimas apresentações, anotou sua décima derrota no MMA, em cartel que ainda conta com 17 triunfos. Campeão de uma das temporadas do ‘The Ultimate Fighter’, o atleta jamaicano de 37 anos compete no evento desde 2013.

A luta

Mais preciso em seus golpes diretos, Hall pressionou o adversário e o surpreendeu com alguns chutes nas pernas nos primeiros cinco minutos. Apesar da superioridade, o jamaicano também sofreu com a contundência dos ataques de Sean, que deixou claro que a guerra estava apenas começando. Hall 10 x 9 Strickland.

Na segunda etapa, o americano encontrou seu tempo de luta e balançou o adversário com cruzados da curta distância. Com Hall contra as grades, Sean imprimiu ritmo forte que parecia ser capaz de liquidar com a disputa. Isso não só não aconteceu, como o atleta jamaicano ainda terminou o assalto com mais volume de ataques – sem reverter a vantagem, no entanto. Hall 19 x 19 Strickland.

A violência desenhada no confronto até aqui serviu como aperitivo para o terceiro round. Disposto a trocar golpes de forma franca, Sean caminhou para frente e absorveu os ataques do oponente. Como ‘prêmio’, ele conseguiu encurtar a distância e derrubar, posição que lhe garantiu momentos de intensa superioridade no ground and pound, além de vantagem de posições no grappling. Hall 28 x 29 Strickland.

A quarta etapa contou com o domínio momentâneo de um revigorado Uriah Hall. Com rápidas combinações simples de jab e direto, o atleta pressionou o americano e o obrigou a se defender por grande parte do assalto. No entanto, no minuto final. Sean acertou um forte cruzado e conectou uma queda, garantindo nova sessão de ataques no solo que impressionaram pela contundência. Assalto parelho. Hall 37 x 39 Strickland.

Com um preparo físico incrível e muita disposição, Strickland imprimiu um ritmo muito forte para o oponente na etapa final. Cruzados na curta distância, ataques no corpo, clinche contra a grade e até cotoveladas foram disparadas. O arsenal e a pressão se mostraram muito para o jamaicano, que no final do round apenas se defendeu e resistiu. Hall 46 x 49 Strickland.

Confira os resultados do UFC Vegas 33:

Sean Strickland venceu Uriah Hall por decisão unânime;
Cheyanne Buys nocauteou Gloria de Paula no 1º round;
Jared Gooden nocauteou Niklas Stolze no 1º round;
Melsik Baghdasaryan nocauteou Collin Anglin no 2º round;
Jason Witt venceu Bryan Barberena por decisão majoritária;
Chris Gruetzemacher venceu Rafa Garcia por decisão unânime;
Danny Chavez e Kai Kamaka III empataram;
Jinh Yu Frey venceu Ashley Yoder por decisão unânime;
Zarrukh Adashev venceu Ryan Benoit por decisão unânime;
Philip Rowe nocuteia Orion Cosce no 2º round

Fonte: Ag. Fight

Programa Estado Solidário