PIRAÍ DO NORTE

Região: Alcoolizado é preso pela PRF na BR-116 após quase provocar uma tragédia

Veículo foi flagrado trafegando na contramão, em uma das pistas da rodovia, na altura de Jaguaquara. Preso, motorista será multado em R$ 4.500 e pode perder a CNH por 12 meses.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu na noite deste sábado (25), o condutor de um Ford/Fiesta por conduzir veículo alcoolizado, dirigir na contramão da direção e quase causar acidente grave na BR 116, em Jaguaquara (BA). Era por volta das 21h40, equipe da PRF realizava ronda na rodovia voltada à prevenção de acidentes.

Foi quando, na altura do quilômetro 636, foi surpreendida por um veículo Fiesta, na contramão da direção e para evitar uma colisão frontal que poderia ser trágico, a viatura foi para o acostamento da via. De imediato, os policiais retornaram e conseguiram interceptar o Fiesta. Durante a abordagem, os agentes perceberam que o homem apresentava visível estado de embriaguez como dificuldade no equilíbrio, olhos vermelhos, forte odor de álcool no hálito, fala desconexa. Em seguida, os PRFs realizaram o teste com o etilômetro, cujo resultado no aparelho aferiu 0,98 mg/L (miligramas de álcool por litro de ar expelido pelos pulmões), comprovando a embriaguez. Ressalta-se que resultado igual ou superior a 0,34 mg/L, já é considerado crime de trânsito.

O motorista, de 42 anos, além de ser autuado por alcoolemia, foi notificado por dirigir forçar ultrapassagem e conduzir veículo com documentação atrasada. O somatório das multas aproximam de quase 4.500 reais. Além de detenção por crime de trânsito, a multa por alcoolemia custa R$ 2.934,70, sete pontos na Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O valor da multa é duplicado em caso de reincidência. Ademais, ocorre a penalidade administrativa que suspende ou proíbe o motorista de obter a habilitação ou permissão para dirigir veículo automotor por um período de 12 meses. A PRF alerta sobre as consequências da combinação de álcool e volante e atua no policiamento ostensivo e preventivo, sendo priorizada a fiscalização de condutas de risco como ultrapassagens proibidas, alcoolemia ao dirigir, dentre outras, com foco na redução de acidentes. // Nucom-PRF.

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia