CARNAVAL 2024

Recordista, Derrick Lewis se autointitula o “rei dos nocautes” após vitória no UFC 291

No último sábado (29), Derrick Lewis deu show e voltou a vencer no UFC 291, em Utah (EUA). Com uma joelhada voadora logo no princípio do confronto, o peso-pesado americano derrotou Marcos Pezão em apenas 33 segundos. E, de quebra, com o resultado, ‘The Black Best’ se isolou novamente como o recordista de nocautes dentro do Ultimate – agora são 14 triunfos pela via rápida da trocação.

Em entrevista exclusiva à equipe de reportagem da Ag Fight, Lewis comemorou o feito e se autointitulou como o ‘rei dos nocautes’. Os números corroboram o argumento do americano, já que 22 de suas 27 vitórias como profissional de MMA foram conquistadas levando os rivais à lona com suas mãos pesadas.

“Eu sempre busco o nocaute. Então sou grato de pegar o recorde de nocautes (no UFC) novamente. Sempre acreditei que era o rei dos nocautes bem antes de eu me aproximar desse recorde. Acredito que sou um dos melhores do mundo quando o assunto é nocautear pessoas”, analisou Derrick.

Futuro em aberto

Na entrevista após o triunfo sobre Pezão, ainda no octógono, Lewis revelou que a luta realizada no UFC 291 era a última prevista em seu atual contrato com a liga. Desta forma, o peso-pesado está livre para negociar com outras companhias, caso tenha intenção. Mas esse não parece ser o caso. Em conversa com a Ag Fight, o americano destacou que sua intenção é renovar com a organização presidida por Dana White.

“O próximo passo é voltar para a casa, ficar com a minha família, minha esposa e filhos, e depois decidimos. Sim, no momento sou um ‘free agent’. Mas veremos como as coisas se desenrolam no decorrer da semana. Verei qual será o próximo passo. Realmente gostaria de renovar com o UFC, mas veremos como as coisas transcorrem”, projetou Lewis.

O desempenho também rendeu ao americano o bônus de 50 mil dólares (R$ 236 mil) pela ‘Performance da Noite’. Além de voltar a vencer, Derrick Lewis também defendeu a 11ª posição do ranking da categoria dos pesados.

Por Diego Ribas | Ag. Fight

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA