Para OMS, Ômicron não é branda e causa ‘tsunami de casos’

Apesar do menor potencial para quadros graves, Ômicron apresenta níveis altos de contaminação e mortes

A variante Ômicron do coronavírus é letal e “não deve ser classificada como branda”. O alerta é da Organização Mundial da Saúde (OMS). O diretor da OMS, Thedros Adhanom, advertiu que, apesar de ser uma variante com menor potencial para quadros graves, a Ômicron apresentou níveis altos de contaminação e já deixou mortos pelo mundo.

Thedros aponta ainda para a superlotação das redes de saúde de vários países em função da nova variante. “O tsunami de casos é tão grande e rápido que está sobrecarregando os sistemas de saúde em todo o mundo”, destacou.

A entidade destacou o papel das vacinas para controle da capacidade hospitalar. A OMS pede melhora no esquema de distribuição das vacinas, para que ocorra maior cobertura vacinal.