GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Otto confirma aliança com Isidório e destaca força de deputado para desbancar ‘família oligárquica’

E a confirmação veio do próprio cacique pessedista, que não apenas admitiu o apoio pessoal ao líder do Avante em 2020, como a possibilidade de oficialização de aliança. O senador, ao frisar o perfil de homem público muito centrado no social de Isidório, disse ainda não ter dúvida de que ele pode chegar ao Palácio Thomé de Souza, desbancando, inclusive, adversários com poder aquisitivo elevado e integrantes de ‘família oligárquica’. E para ajudá-lo nesse desafio Otto, inclusive, já o indicou dois nomes considerados de peso com visão da cidade: José Rebouças e Ivan Barbosa. Mais um terceiro, com expertise no setor de Educação já estaria sob análise.

Rebouças, é assessor parlamentar do senador, já foi presidente da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) e chefe de gabinete na Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado (Sedur), enquanto Ivan Barbosa, chefe de gabinete na Secretaria de Infraestrutura da Bahia (Seinfra), com passagens pela prefeitura de Salvador nas gestões de Mário Kertész e Antonio Imbassahy, ocasião em que atuou como secretário de Transportes.

“Ele me pediu indicação de dois nomes, eu indiquei o Ivan e o Reboucas, pessoas que possuem ampla visão da cidade. Eles já tiveram duas reuniões e Isidório, apesar do seu estilo brincalhão, é muito inteligente, pega fácil, tem QI elevado. Ele, por exemplo, já conversou com técnicos da área de saneamento e infraestrutura, de forma a encontrar a melhor solução para por um fim nos alagamentos que ocorrem na cidade e aflige tanta a população, que, vale ressaltar, não podem ser recorrentes”, elencou à reportagem, numa clara estocada no prefeito ACM Neto, que busca de forma pública emplacar o seu sucessor.

Diante desse cenário, o dirigente do PSD arrematou que a decisão política está em avaliação, mas antes se sentará à mesa com o diretório municipal, que possui como alternativas para o pleito: o vereador Edvaldo Brito, presidente municipal da sigla, e o suplente de deputado estadual Manassés, que na eleição passada buscou uma vaga na Câmara Federal e, embora não tenha se elegido, obteve 66.255 dos votos válidos.

“Existe a possibilidade de consolidação de união existe, mas ainda não está consolidada. Tanto Edvaldo como Manassés serão ouvidos e decisivos para essa possível composição “, reforçou.

Entretanto, não deixou de reafirmar que : “Ele [Isidório] é brincalhão, mas muito responsável, possui perfil de gestor e uma imagem centrada na área social. Portanto, não tenho dúvida que ele pode vencer esse desafio e chegar ao Palácio Thomé de Souza, ainda que tenha adversários com poder aquisitivo elevado e inserido em família oligárquica”.

Por fim, Otto ponderou que a decisão também perpassará pelo governador Rui Costa (PT). Porém, não deixou de defender o lançamento de mais de uma candidatura. “Afinal, numa base tão ampla como nossa será perfeitamente natural que cada partido possa escolher democraticamente. O direito de cada um de nós não poderá ser cerceado”, concluiu.

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia