NOVA BAHIA 2024

Na Bahia, Lula diz que ‘elite brasileira nunca teve intenção de educar povo’

Presidente Lula com o governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, o ministro da Casa Civil, Rui Costa, e o ministro da Defesa, José Múcio Monteiro Filho, em cerimônia de implantação do Parque Tecnológico Aeroespacial da Bahia (Foto: Ricardo Stuckert/PR/Divulgação)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) iniciou nesta quinta-feira (18) uma maratona de viagens pelo país, com críticas às elites brasileiras, referências veladas ao ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e aos políticos que questionam o processo eleitoral.

Em discurso para uma plateia formada por empresários, prefeitos, deputados e apoiadores em Salvador , um de seus principais redutos eleitorais, Lula prometeu ampliar investimentos em educação com criação de 100 novos institutos federais. E disparou críticas às elites.

“A elite brasileira, e me desculpe quem vestir a carapuça, a elite brasileira nunca teve intenção de educar o nosso povo”, disse Lula na capital baiana, antes de citar que a primeira universidade brasileira seria apenas no século 19, enquanto países vizinhos já tinham unidades de ensino superior desde o século 16.

Antecipando uma maratona de viagens em 2024, ano de eleições municipais, o presidente disse que visitar os estados da federação “será uma rotina” daqui para frente. E fez críticas indiretas a Bolsonaro ao afirmar que assumiu o governo em um cenário de terra arrasada.

“Eu peguei o país devastado por uma praga de gafanhoto que destruiu quase tudo que a gente tinha feito em 13 anos de governo”, disse o petista, afirmando na sequência que “reconstruir é mais difícil do que fazer uma coisa nova”.

Lula concedeu também uma entrevista ao jornal A Tarde, da Bahia, na qual falou sobre as eleições municipais e disse que “aqueles que não acreditam no processo eleitoral” não deveriam participar da disputa.

“As eleições deste ano serão importantes para reafirmar a democracia e rejeitar aqueles que, embora disputem eleições, ganhem algumas, percam outras, ficaram inventando mentiras sobre o processo eleitoral para tentar dar um golpe. Se eles não acreditam no processo eleitoral, não deviam participar dele ou aceitar cargos”, afirmou.

O presidente participou em Salvador da assinatura do acordo de parceria firmada entre Ministério da Defesa, Comando da Aeronáutica, Governo da Bahia e o Senai Cimatec para a criação do Parque Tecnológico Aeroespacial da Bahia. A expectativa é que sejam investidos R$ 650 milhões na construção do parque e um valor equivalente em equipamentos e laboratórios.

O parque será instalado na Base Aérea de Salvador, em uma área cedida pela União. O espaço será dedicado ao ensino, pesquisa e à promoção da inovação no campo aeroespacial e vai atuar em quatro vertentes: espaço, defesa, mobilidade aérea avançada e aeronáutica espacial.

A vinda a Salvador faz parte de uma série de viagens de Lula pelo Brasil de olho nas eleições municipais. O petista decidiu iniciar o giro doméstico por bastiões eleitorais do PT: Bahia, Pernambuco e Ceará.

Lula vinha afirmando nos últimos meses que iria “rodar o Brasil” em 2024, após priorizar agendas internacionais no seu primeiro ano de mandato. As viagens acontecem em um momento político estratégico, em que o PT busca recuperar força nas eleições municipais ao mesmo tempo em que atua para impedir o avanço de bolsonaristas.

Após um desempenho decepcionante em 2020, quando não elegeu nenhum prefeito de capital, o partido busca aproveitar o prestígio de Lula para retomar espaço nos municípios e assim construir as bases de alianças para o pleito presidencial, em outubro de 2026.

Em Salvador, solenidade teve participação do vice-governador Geraldo júnior (MDB), pré-candidato à prefeitura da capital baiana com o apoio do governador Jerônimo Rodrigues (PT). Ele deve enfrentar o prefeito Bruno Reis (União Brasil), cujo partido faz parte da base aliada de Lula, mas é localmente o principal adversário dos petistas.

Lula segue para Pernambuco na tarde desta quinta-feira, onde participa de uma cerimônia de retomada das obras da refinaria Abreu e Lima.

Na sexta-feira (19), o presidente acompanha a transmissão de cargo do Comando Militar do Nordeste no Recife e depois segue para Fortaleza, onde lança a pedra fundamental do novo campus do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica).João Pedro Pitombo, Folhapress

SIEL GUINCHOS

Veja também

GOVERNO DA BAHIA