Moro reúne-se com Eduardo Leite após ataques de ala do União Brasil

O ex-juiz Sergio Moro (União Brasil) reuniu-se, neste sábado (2/4), com Eduardo Leite (PSDB) para discutir a unificação de uma candidatura para a terceira via. Ontem, ele encontrou também a senadora e pré-candidata à Presidência pelo MDB, Simone Tebet, com o mesmo intuito.

“Conversei com Eduardo Leite sobre o momento político do país e sobre a necessidade da união do centro que está sendo liderada no União Brasil por Luciano Bivar”, disse Moro em seu Twitter.

Citando o encontro com Tebet, o ex-juiz afirmou em suas redes sociais que “democratas não podem se conformar com os autocratas Lula/Bolsonaro. Precisamos da indignação e do apoio de todos os brasileiros de bem”.

Os movimentos ocorrem em um momento complicado para Moro. Na última quinta (31/3) ele havia publicado nota oficial na qual anunciava sua troca de partido, do Podemos para o União Brasil, e sua desistência da corrida ao Planalto.

Um dia depois, em pronunciamento transmitido por suas redes, Moro disse que “não desistiu de nada” e que não concorrerá para deputado federal. Ele disse ainda que foi a primeira liderança a realizar um gesto político para permitir o fortalecimento da terceira via e cobrou “atos de desprendimento” de Luiz Felipe D’Ávilla, João Doria, Eduardo Leite, Simone Tebet, André Janones, e lideranças partidárias.

Após o anúncio, um grupo formado por oito membros da cúpula do União Brasil, e encabeçado por ACM Neto, anunciaram que vão pedir a impugnação do ex-juiz por quebrar acordo prévio para sua entrada no partido: Moro deveria concorrer a uma vaga no Legislativo por São Paulo.