CARNAVAL 2024

Míssil nuclear mais poderoso do mundo entra em serviço, diz Rússia

À disposição da Rússia, míssil “Satanás II” é capaz de ir de Moscou a Lisboa em 9 minutos e pode destruir um país inteiro

Lançamento do míssil balístico intercontinental Sarmat, em Plesetsk, em abril de 2022Divulgação/Ministério de Defesa da Rússia

A Agência Estatal Espacial da russa Roscosmos anunciou nesta sexta-feira (1º) que os novos mísseis Sarmat estão à disposição do Exército russo.

Apelidados de “Satanás II” pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), segundo a agência “Reuters”, esses mísseis de intercontinentais possuem a capacidade de atingir a capital de Portugal, Lisboa, em 9 minutos, percorrendo cerca de 4.000 quilômetros de distância.

Projetado para atravessar continentes, o míssil tem 35,3 metros de comprimento e três metros de diâmetro. Ele pode atingir 25 mil km/h de velocidade e percorrer uma distância de 11 mil quilômetros.

O “Satanás II” é 37,5 vezes mais forte do que as bombas atômicas utilizadas pelos Estados Unidos para atingir Hiroshima e Nagasaki no fim da Segunda Guerra Mundial, em 1945.

À CNN, o general português Agostinho Costa afirmou que uma ogiva do novo míssil russo tem a capacidade de destruir a capital portuguesa ou uma cidade do tamanho de Londres.

O “Satanás II” está em estudo desde 2009, e a primeira imagem foi divulgada oficialmente pela Rússia em 2016. Os testes começaram quatro anos depois.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou em abril do ano passado que o míssil é capaz de “causar o fracasso de todos os sistemas antiaéreos” e que “fará refletir duas vezes aqueles que tentam ameaçar a Rússia”.

O Ministério de Defesa da Rússia informou que, até o momento, ordenou a construção de 50 mísseis deste tipo.

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA