GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Justiça barra divulgação de pesquisa por suspeita de fraude em Wenceslau Guimarães

De acordo com o magistrado, há irregularidades no levantamento.

O Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz Eleitoral da 197ª Zona Eleitoral da Comarca de Wenceslau Guimarães, Natanael Ramos de Almeida Neto determinou, por meio de liminar, a suspensão de uma pesquisa eleitoral contratada com a empresa Economic Cat. De acordo com o magistrado, há irregularidades no levantamento.

A ação foi movida pela campanha de Carlos Leão (PP), que disputa o posto de prefeito. O advogado Dr. Lucas Ribeiro foi quem protocolou o pedido.

A equipe argumentou, entre outras coisas, fraude na coleta de dados, uma vez que o instituto aponta ter ouvido 400 pessoas em um único dia, com apenas um fiscal em campo, por 13 bairros, duas grandes ruas e sete povoados, distantes mais de 50 km um do outro.

O magistrado, além de determinar a suspensão, fixou multa em R$ 50 mil, caso o resultado seja divulgado.

Tele Coronavírus 155 começa a funcionar para atender a população gratuitamente na Bahia