‘Gostaria de pedir desculpas a nação tricolor’, diz Borel após expulsão

“Nunca fui expulso na minha carreira”, acrescentou o atleta

O responsável por marcar o único gol do triunfo contra o Náutico, na noite desta sexta-feira (15), Douglas Borel, foi duramente criticado pela torcida do Bahia ao receber o segundo cartão amarelo na comemoração e ser expulso aos 12 minutos de jogo. O atleta se manifestou sobre as críticas através das redes sociais e pediu desculpas a torcida.

“Gostaria de pedir desculpas a nação tricolor, meus companheiros e a comissão técnica. Nunca fui expulso na minha carreira. Sempre prezei pela disciplina e comprometimento dentro de campo”, escreveu.

Ainda na publicação, Borel afirmou que o lance do primeiro cartão amarelo foi muito rápido e, por isso, acabou “não registrando que foi amarelado”. “Na minha visão não foi, inclusive, lance para esta advertência. Por ser início, não registrei isso na minha cabeça”, acrescentou.

Ao fim da postagem, o jogador afirmou que vai “refletir bastante” sobre o lance, que “ficou como lição” na sua carreira.