NOVA BAHIA 2024

Geraldo Jr. agarra partidos e deve ter coligação maior que Bruno Reis

Nome escolhido pelo governador Jerônimo Rodrigues (PT) para representar o grupo na disputa pela prefeitura de Salvador, o vice-governador Geraldo Júnior (MDB) pode garantir uma coligação com mais partidos que o prefeito Bruno Reis (União Brasil).

Além do MDB, sua sigla, Geraldo tem garantido até o momento o apoio de mais nove partidos: PSB, Avante, Agir, PSD, Podemos, Solidariedade, PT, PV e PCdoB. Na eleição para o governo da Bahia, em 2022, o Agir apoiou o ex-ministro João Roma (PL) no primeiro turno. Podemos e Solidariedade estiveram com ACM Neto (União Brasil), mas migraram para a base de Jerônimo logo após o pleito.

A estratégia de candidatura única na base governista tem como principal objetivo fortalecer Geraldo e evitar repetir a aposta de 2020, quando o grupo teve quatro nomes atrelados (Major Denice, Olívia Santana, Bacelar e Isidório), o que culminou na divisão de fortes lideranças do bloco e dos votos. O tempo de televisão de Geraldo Júnior também poderá chegar perto, ou até mesmo passar, o de Bruno.

A avaliação é que Geraldo mostrará mais força com o apoio de todos os partidos da base à sua candidatura. O perfil mais próximo ao centro, mas com a aliança com movimentos ligados à esquerda, também é um ponto destacado pela base, que entende Salvador como uma cidade em que os eleitores preferem candidatos com identidade mais técnica.

Já Bruno Reis tem garantido até o momento o apoio do PDT, partido da vice-prefeita Ana Paula Matos, Republicanos, PSDB, Cidadania, PP, DC, PRD e PL.

Fonte: Política ao vivo

Veja também

GOVERNO DA BAHIA