GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Gandu: Moradores reclamam da poluição sonora e cobram fiscalização

Gandu: Moradores reclamam da poluição sonora e cobram fiscalização

Carros equipados com sons potentes são um dos alvos das reclamações (Foto: Divulgação)

Moradores de vários bairros de Gandu vêm sofrendo com a poluição sonora. Segundo eles, os problemas são causados por carros equipados com sons potentes, bares próximos a residências e até mesmo vizinhos. Algumas pessoas relatam que o barulho não tem hora para começar nem para acabar. “Eles não têm nenhuma consideração com as pessoas que moram próximo. A qualquer momento colocam música alta e passam até além do horário permitido por lei”, frisou um morador do bairro Teotônio Calheira.

Uma moradora do Bela Vista, que não quis se identificar, relatou que tarde da noite carros estacionam em uma praça localizada quase em frente a sua casa e colocam o som em volume muito alto. “Já chamei diversas vezes a polícia para tentar resolver ou pôr um basta nisso, mas nunca tem solução. No fim de semana o barulho piora e não tem hora para parar”, destacou. Além da polícia, ela também já ligou para o setor de fiscalização ambiental da Prefeitura de Gandu, que possui uma equipe para fiscalização.

PREFEITURA – A Prefeitura de Gandu informou que o setor competente do município atende diversas denúncias sobre poluição sonora. Também afirmou que realiza ações de fiscalização pela cidade e conta com o apoio da Polícia Militar sempre que for necessário.

A PMG ressaltou ainda que o volume permitido para uso de som automotivo em locais abertos é de até 85 decibéis. Em residências ou bares, esse volume cai para 70 decibéis até as 22h. A partir desse horário, cai mais ainda, para 55 decibéis. Os equipamentos de som encontrados fora da conformidade legal podem ser apreendidos.

No caso de o infrator dificultar a atuação dos fiscais, ele pode ser preso em flagrante por desacato a funcionário público (artigo 331 do Código Penal)

 

POLÍCIA – O GANDUZÃO entrou em contato com o comando da 60ª CIPM para questionar sobre as ações da Polícia Militar referentes a esse tipo de infração e foi informada que o telefone de emergência 190 deve ser acionado sempre que houver necessidade de atuação da PM. Além disso, atende também pelos números (73) 99992-2539 ou (73) 99992-2033

Conforme o subcomandante da 60ª CIPM de Gandu, Capitão Guanaes, se tratando de pertubação do sossego alheiro, a vítima precisa se identificar para que a guarnição seja enviada para atender o chamado de emergência. (T.C)

 

 

Por GANDUZÃO – Do jeito que o povo gosta.