Feirão da Caixa atrai interessados em entradas de até R$ 9,90

A compra da casa própria motivou a visita dos baianos aos estandes de venda

Com festa, buzina, Branca de Neve e chuva de dinheiro, a 14ª edição do Feirão da Caixa atraiu interessados, nesse sábado (5) chuvoso, ao Shopping da Bahia. O evento vai até esse domingo (6), das 10h às 18h.

Entre as pessoas que andavam para lá e para cá, de repente soa uma buzina. Teve uma explosão de confetes para comemorar mais uma venda e o apartamento novo de Genário da Cruz, 35 anos. Ele mora de aluguel e estava há dois anos procurando um imóvel. “Além da oportunidade de comprar aqui, o apartamento é de um local do meu agrado, perto do Estádio do Barradão”, disse o entusiasmado torcedor do Vitória.

Daqui a cerca de oito meses, quando o imóvel será entregue, ele vai poder ir a pé assistir aos jogos do time do coração. Outro fator que facilitou a compra foram as condições especiais.

“Aqui foi bem mais fácil aprovar o crédito, por conta dos benefícios do Minha Casa Minha Vida”, disse ele.

Para o Feirão, a Tenda, construtora com a qual ele fechou negócio, oferece condições especiais como renda mínima de R$ 1.300 e entrada a partir de R$ 9,90. Os que se enquadrarem nos critérios do MCMV podem contar com R$ 37 mil de subsídio.

Outros interesses
Mas nem só de casa própria vive o Feirão. O casal Daniele Espírito Santo e Thiago Reis, 28, foi até o Feirão em busca de um imóvel para investir. Gostaram tanto do que viram que decidiram comprar um apartamento mais caro do que o valor pensado inicialmente.

“Estávamos pensando em comprar um imóvel de menos de R$ 200 mil, mas acabamos nos interessando por um de R$ 280 mil. A gente nem sabia que aquele prédio era residencial, pensamos que era comercial. É um apartamento de dois quartos perto de um shopping e faculdades”, contou Daniele, confiante de que encontrou uma boa opção.

A técnica em Química só não fechou negócio porque quer ver o apartamento primeiro, mas pretende fechar ao longo dessa semana. Segundo o gerente do estande da JVF Empreendimentos, Eric Pereira, a maioria dos negócios é fechada após o Feirão.

“Geralmente, as pessoas vêm aqui olhar, conhecer as opções. Depois, voltam para fazer negócio. No Feirão do ano passado, vendemos 11 e no pós foram mais 21”, apontou o gerente.

Para o presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon), Carlos Henrique Passos, esta está sendo mais uma edição de sucesso promovida pela Caixa, em um momento em que a economia tenta uma retomada. “O Feirão da Caixa é de grande importância para movimentar o mercado imobiliário. É sempre uma oportunidade para a conquista da casa própria, principalmente para as famílias de renda entre R$ 1,6 mil e R$ 5 mil que se enquadram no programa Minha Casa Minha Vida”, afirmou.

Fonte: Correio da Bahia
JIU JITSU FERNANDO MEIRA