CARNAVAL 2024

Estado gerou mais de 50 mil vagas de emprego no primeiro semestre deste ano

Apenas em junho, foram 8.319 postos de trabalho

Foto: Carla Ornelas/Gov-BA

A Bahia gerou 8.319 postos com carteira assinada em junho, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foram 71.199 admissões e 62.880 desligamentos. Esse é o sexto mês seguido com saldo positivo.

Segundo o Caged, o saldo de junho, entretanto, revelou-se inferior ao de maio (+9.352 postos) e ao do mesmo mês do ano passado (+12.970 postos). Além do mais, no ano, o resultado de junho somente se mostrou melhor do que o de janeiro (+3.813 postos). Com este saldo, o estado passou a contar com 1.952.504 vínculos celetistas ativos, uma variação de 0,43% sobre o quantitativo do mês imediatamente anterior.

A capital do estado, Salvador, registrou um saldo de 1.158 postos de trabalho celetista, equivalente a um aumento de 0,19% sobre o montante de empregos existentes em maio.

De responsabilidade do Ministério do Trabalho e Emprego, os dados do emprego formal foram sistematizados pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento do Estado da Bahia (Seplan).

No mês, o Brasil computou um saldo de 157.198 vagas, enquanto o Nordeste registrou 33.624 novos postos. Em termos absolutos, com 8.319 novos vínculos formais, a Bahia ocupou a primeira posição na geração de postos entre os estados nordestinos no mês. Dentre os entes federativos, ficou na quinta colocação. Em termos relativos, com variação percentual de 0,49%, situou-se na quinta posição no Nordeste e na 14ª no país.

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA