CARNAVAL 2024

Em Dubai, ministro da Casa Civil defende hidrogênio verde como riqueza do Brasil

“Não podemos reproduzir a história, reduzindo riquezas brasileiras a matérias-primas”, diz Rui Costa

Foto: Carícia Temporal | Casa Civil

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, participou neste sábado (2), do lançamento do “Atlas do Hidrogênio Verde na Bahia”, nos Emirados Árabes, onde classificou a produção do produto no Brasil como a grande aposta para que o país lidere a indústria da transição energética, sem perder de vista a oportunidade de gerar riqueza para o país.

“Esta tem que ser uma oportunidade para o Brasil se industrializar, desenvolver tecnologia e gerar riqueza. Não podemos reproduzir a história, reduzindo riquezas brasileiras a matérias-primas para outros países”, disse, durante a inauguração do Atlas, no estande da Confederação Nacional da Industria (CNI), na COP 28, em Dubai.

Para Rui Costa, este é um debate que a sociedade brasileira deve realizar de modo urgente com o Congresso, governo e sociedade. “Precisamos discutir o hidrogênio verde no presente e no futuro da economia nacional. Não podemos ser apenas uma plataforma de exportação de energia. A transição ecológica, transição energética tem que servir para diminuir desigualdade, diminuir pobreza do povo brasileiro”, enfatizou.

O ministro da Casa Civil ainda afirmou que a produção de hidrogênio verde fará do Brasil referência global em descarbonização. “A partir da escassez de energia limpa do mundo, o Brasil desponta. Estamos apresentando esse potencial, com destaque também para a geração de energia eólica e solar a grandes grupos, grandes investidores”.

O ex-governador da Bahia assinalou ainda que não é razoável o Brasil ser um dos países que produz energia mais barata e ter uma conta de energia ao consumidor entre as mais caras do mundo. Costa adiantou que será enviado ao Congresso uma medida para reverter a prática atual.

O ministro acompanha a comitiva do presidente Lula (PT) em Dubai. O evento, no estande da CNI, contou com a participação do governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e do líder do governo no Senado, senador Jaques Wagner, ambos do PT.

Agenda

Rui Costa, além de acompanhar a comitiva presidencial, faz uma agenda paralela com o objetivo de apresentar as oportunidades de investimentos, entre eles os que estão contemplados no Novo PAC, e traçar parcerias para Brasil. O ministro fez uma reunião com a empresa de logística dos Emirados Arábes, DP World, no início da manhã deste sábado. Neste domingo (3), o ministro embarca com o presidente Lula para Alemanha. O retorno do ministro da Casa Civil a Brasília está previsto para o final da noite da próxima terça-feira (5)

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA