GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

CPI da Covid: Aras não vai poder ignorar relatório da CPI, diz Aziz

Foto: Divulgação / Senado Federal

O senador Omar Aziz (PSD-AM), presidente da CPI da Covid, afirmou acreditar que o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito será robusto o suficiente para não ser engavetado pelo procurador-geral da República, Augusto Aras.

“Está achando que o cara [Aras] vai matar isso no peito [engavetar] e vai dizer: ‘Não, espera aí, eu mato isso no peito e vou resolver’? Não é assim, não”, afirmou em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, publicado neste domingo (26).

O senador amazonense afirmou ainda que o relatório recomendará o indiciamento de vários personagens do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por crimes contra a vida, sanitário e por omissão.

Aziz acrescentou que há “indícios fortíssimos” de que houve busca de vantagens na negociação de vacinas, mas ressaltou que até agora as suspeitas de corrupção não alcançam o chefe do Executivo.

Ele deixou claro, no entanto, que houve prevaricação de Bolsonaro. “E aí o presidente entra quando é alertado pelo [deputado] Luís Miranda, ele não toma providência”, acusou.

De acordo com o presidente da CPI da Covid, o colegiado está se encaminhando para o fim.

“Por mim terminava na semana que vem [esta semana]. Nós chegamos ao fim, não tem muito mais o que investigar. Acho que a CPI cumpriu o seu papel. Se vocês analisarem desde aquele primeiro momento, sempre a primeira pergunta era se a CPI iria dar em pizza. Eu dizia: “olha, sou filho de italiano com árabe, não vai dar nem em pizza nem em kibe ou esfiha. Nós vamos fazer justiça. E a justiça que queremos primeiro é a vacina no braço de cada brasileiro, duas doses”, disse.

Programa Estado Solidário