China radicaliza, ordena queima de igrejas e bíblias e ameaça a liberdade religiosa

“O objetivo das ações é garantir a lealdade do povo chinês ao partido comunista, que é ateu, eliminando qualquer obstáculo a seu poder sobre a vida das pessoas”

“O governo da China tem intensificado a repressão às congregações cristãs da capital, Pequim, e de outras províncias do país. Os atos consistem em destruir cruzes, queimar Bíblias e fechar igrejas. Os fiéis são obrigados também a assinar documentos renunciando sua crença. As informações são da Associated Press (AP). “

JIU JITSU FERNANDO MEIRA