GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Caça da FAB derruba avião com quase 300 kg de cocaína em MT

Foram encontrados 296,2 quilos de cloridrato de cocaína na aeronave

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) – A FAB (Força Aérea Brasileira) derrubou na noite desta terça-feira (7) uma aeronave de pequeno porte que entrou sem autorização no espaço aéreo brasileiro pela fronteira com a Bolívia. Após ser atingido por um tiro disparado por um caça da FAB, o avião fez um pouso forçado na região do município de Brasnorte (MT).

Foram encontrados 296,2 quilos de cloridrato de cocaína –a forma pura da droga– e um quilo de maconha na aeronave, de acordo com informações da Força Aérea e da Polícia Federal. O piloto fugiu do local e não há registros de feridos.

O Gefron (Grupo Especial de Fronteira), que integra as forças de segurança de Mato Grosso, disse que a aeronave era um Cessna modelo 182P, avaliado em R$ 1 milhão. O grupo afirmou ainda que a carga de droga encontrada no avião vale R$ 7,4 milhões.

A interceptação da aeronave, que não tinha plano de voo, ocorreu por volta das 19h de terça, depois que ela foi identificada por radares entrando no espaço aéreo brasileiro.

A FAB enviou, então, caças para interceptar o avião suspeito. Como não receberam resposta do piloto, os militares ordenaram que o veículo pousasse em um aeródromo da região.

O piloto, porém, novamente ignorou os pedidos dos caças da FAB, que então deram um tiro de aviso. Como ainda assim não receberam resposta, os militares então atiraram contra a aeronave –que, danificada, teve que fazer o pouso forçado para não cair.

“O avião, sem contato com o controle, descumpriu todas as medidas de policiamento realizadas, mostrando-se hostil”, diz o comunicado da FAB. Segundo o Gefron, a região é uma rota comum do narcotráfico.

“Essa atividade faz parte de esforço conjunto e integrado das forças envolvidas para a repressão a voos ilícitos de pequenas aeronaves carregadas com drogas oriundas dos países produtores vizinhos. Diligências continuam em andamento para desarticulação de toda a organização criminosa envolvida na atividade ilícita investigada”, diz a PF em nota publicada em seu site.

Na tarde desta quarta (8), a Polícia Militar de Mato Grosso prendeu na cidade de Campo Novo do Parecis (a 250 km da fronteira com a Bolívia) um homem suspeito de envolvimento no caso. Segundo o governo estadual, ele carregava a mesma substância encontrada na aeronave e, por isso, foi levado para a PF.

Programa Estado Solidário