CARNAVAL 2024

Brasil lidera ranking da ONU de países com mais homicídios no mundo

No mundo, mais pessoas foram mortas vítimas de homicídios do que de conflitos armados e terrorismo combinados em 2021

O Brasil lidera o ranking de países com mais homicídios do mundo em números absolutos, de acordo com o Estudo Global Sobre Homicídios 2023, divulgado ontem pela Organização das Nações Unidas (ONU). O país registrou 47.722 casos em 2021, seguido da Índia, com mais de 41 mil. Do total de 458 mil homicídios no mundo, 10,4% ocorreram no Brasil.

Quando se leva em conta o número de mortes per capita, o Brasil fica na 11ª posição no ranking global, com 22,38 homicídios a cada 100 mil habitantes – quase quatro vezes mais do que a média global de 5,8 por 100 mil habitantes. 

No mundo, mais pessoas foram mortas vítimas de homicídios do que de conflitos armados e terrorismo combinados em 2021. A média global foi de 52 vítimas por hora, revela o Estudo Global sobre Homicídios 2023 do Escritório da ONU sobre Drogas e Crime, Unodc.

Apesar de ficar em segundo lugar no número absoluto de homicídios, a América continua tendo a maior taxa do mundo – 15 pessoas a cada 100 mil habitantes em 2021 – seis vezes mais que a Europa. Oito dos dez países com maiores taxas são da América Latina e Caribe, devido às atividades de facções criminosas, ausência do Estado de Direito e desigualdade social.

Os homens representam 81% das vítimas de homicídio, mas as mulheres têm maior probabilidade de serem mortas por familiares ou parceiros íntimos.

Isso porque embora representem 19% das mortes em geral, elas correspondem a 54% de todos os homicídios domésticos e a 66% de todas as vítimas de homicídio por parceiro íntimo. Outro dado alarmante é que 15% (71.600) das vítimas eram crianças.

Segundo o estudo, a pandemia pode ter influenciado a tendência global de homicídios. “A longo prazo, pode-se esperar que as repercussões sociais e econômicas negativas dos ‘lockdowns’, que podem incluir aumento do estresse e da ansiedade, desemprego ou perda de renda, afetem as tendências de homicídios, criando um ambiente de ‘tensão’ que leva os indivíduos a cometer crimes”, diz o relatório.

Os cuidados com a exposição solar devem ser tomados diariamente. Os especialistas recomendam o uso diário do protetor solar por pessoas de todos os tipos de pele. “Além dos cuidados para proteger a pele da exposição solar excessiva, é importante estar atento a qualquer alteração na pele e fazer a consulta anual com o dermatologista”, finaliza André Bacellar.

CARNAVAL 2024

Veja também

NOVA BAHIA