Audiência na Alba busca soluções para impedir unificação do campus do IFBA e do IF Baiano em Valença/BA

O Ministério da Educação, por meio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), anunciou que planeja unificar os campus do IFBA e do IF Baiano em Valença/BA. Para os docentes e estudantes das instituições, a unificação precarizará as condições de trabalho e prejudicará a qualidade de ensino, uma vez que os institutos atuam em áreas distintas. Para discutir a situação e buscar soluções, a liderança do PT na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) realizou, nesta terça-feira(3), uma audiência com representantes das duas instituições e dos estudantes.

O líder do PT na Alba, deputado Joseildo Ramos, que intermediou as discussões durante a audiência, avaliou que o evento teve resultados positivos e afirmou que a Casa continuará na luta contra os desmontes do Estado promovidos pelo Governo Temer, principalmente na área da Educação. “A ideia era reunir as partes interessadas, colher informações e buscar soluções. Acredito que demos um grande passo com a união de forças e o compromisso do Legislativo que, por meio dos encaminhamentos, poderá efetivamente ajudar para impedir essa unificação que só prejudicará o nosso ensino”, afirmou.

Segundo a diretora geral do campus do IFBA em Valença, Alba Rogéria, esse é um momento decisivo para a qualidade do ensino na região porque trata de duas instituições de relevância no setor educacional. Somente no campus do IFBA, há 922 alunos matriculados e 116 servidores, abrangendo, além de Valença, 13 cidades circunvizinhas. “Estamos aqui hoje buscando apoio para enfrentarmos esse cenário nefasto e que os personagens sejam colocados em pauta para que a comunidade tenha ciência. O que nós deveríamos estar fazendo aqui era pedir mais investimentos, ampliação de educação e oportunidade para novos cursos, ao invés de estarmos discutindo a possibilidade de extinção”, lamentou.

O debate resultou no encaminhamento do conteúdo da audiência para a Comissão Estadual de Educação que, por sua vez, deverá convidar representantes do MEC para explicações; na apresentação de uma moção de repúdio da Liderança do PT na Casa Legislativa ao MEC e ao Governo Federal; e na formalização de um questionamento direto ao Governo Federal, por escrito.

Vistoria do MEC
Dando seguimento ao plano de unificação, o MEC esteve em Valença no mês de junho para realizar vistoria nas instituições, no entanto, dirigentes, docentes e alunos fecharam os portões e impediram o acesso da equipe. O estudante IF Baiano, Lúcio, falou sobre o episódio e levantou questionamentos direcionados ao reitor do IFBA, Renato Anunciação, presente no evento. “O IFBA atende demandas de turismo e aquicultura de nossa região e o IF Baiano atende a demanda agrária. Se você fecha um deles, como a gente vai suprir as necessidades da área? Simplesmente vai tapar o sol com a peneira? O governo federal não se pronuncia e a reitoria do IFBA também não. Eles não querem conversar, eles querem excluir. Valença está de porteiras fechadas, o mangue e a roça não vão deixar que a unificação passe por nossos portões”, defendeu.

 

Fonte: ASCOM
JIU JITSU FERNANDO MEIRA