CAMPANHA COMBATE AO MOSQUITO EDES AEGYPTI

Atividade econômica retraiu 0,8% em maio, aponta FGV

Resultado divulgado nesta segunda-feira (18) interrompeu uma sequência de três meses de melhoria no Monitor do PIB

A atividade econômica brasileira retraiu 0,8% em maio no comparativo mensal, conforme o indicador Monitor do PIB, divulogado nesta segunda-feira (18), pelo FGV Ibre. Este resultado interrompeu uma sequência de três meses de melhoria no Monitor do PIB. Na comparação interanual a economia cresceu 4,4% em maio.

“A indústria, que havia crescido nos meses anteriores, após um início de ano ruim, voltou a apresentar queda”, afirmou a coordenadora da pesquisa, Juliana Trece. “Outro importante destaque negativo foi o consumo das famílias. Na atual conjuntura, a inflação e juros em patamares elevados reduzem o poder de compra das famílias. Isso se reflete no consumo de produtos menos essenciais, como é o caso de semiduráveis e de duráveis, que perderam força e retraíram em maio”.

Frente a abril deste ano, o consumo das famílias teve recuo mais forte (2,1%). Em compensação, a Formação bruta de capital fixo (FBCF) – índice importante na formação do investimento – cresceu 1,6%. Vale destacar que a medição oficial da economia brasileira é feita pelo PIB, do IBGE e que tem periodicidade trimestral.