Após Ngannou criticar o UFC, Dana White dispara: “Se não quiser ficar aqui, tudo bem…”

Presidente do UFC alfineta empresários do camaronês e deixa claro que a relação entre o evento e o campeão dos pesos-pesados está estremecida

Não é segredo que Francis Ngannou e o UFC não vêm falando a mesma língua há algum tempo. O campeão dos pesos-pesados não esconde o incômodo com a forma como vem sendo tratado pela organização, que a seu ver não se esforça o suficiente para que ele faça a luta que gostaria, contra Jon Jones. Pelo lado do UFC, a impressão que existe é de que os empresários de Ngannou estão manobrando o atleta para que ele force o evento, através de declarações públicas, a ceder ao que ele e Jones gostariam de receber para se enfrentarem.

Francis Ngannou não luta desde o UFC 260, quando conquistou o cinturão dos pesos-pesados contra Stipe Miocic — Foto: Getty Images

Na coletiva de imprensa após o UFC Lewis x Daukaus, Dana White deixou claro que não cederá a pressões, e alfinetou os representantes do camaronês, que tem a carreira gerenciada pela Creative Artist Agency (CAA), uma gigante do mundo do esporte e do entretenimento em Hollywood, e antiga rival da Endeavor, atual controladora do UFC.

– Essas coisas acontecem. Às vezes não se chega a um acordo. Os lutadores precisam escolher com muito cuidado quem os representa. Não acho que Francis tenha os melhores empresários que poderia. Se você quiser ficar conosco, nós adoraríamos lhe ter por aqui. Se não quiser, não tem problema. Está tudo bem. Não tenho certeza, mas acredito que, se ele vencer Ciryl Gane, ele ainda tem mais uma luta no seu contrato – disse White, contrariando as afirmações de Ngannou, que diz que essa é a última luta prevista no seu contrato.

Dana White não tem boa relação com os empresários de Francis Ngannou — Foto: Getty Images

O anúncio da disputa do cinturão interino dos pesos-pesados entre Ciryl Gane e Derrick Lewis no UFC 265 apenas três meses após Ngannou conquistar o cinturão ao nocautear Stipe Miocic no UFC 260 incomodou Francis Ngannou, que acreditava que seu próximo adversário seria Jon Jones, ex-campeão dos pesos-meio-pesados que faz a transição para os pesados. Com a vitória de Gane sobre Lewis, que lhe rendeu o cinturão interino da categoria, o UFC marcou a unificação dos cinturões entre ele e Ngannou para o UFC 270, em 22 de janeiro de 2022.

UFC 270
22 de janeiro de 2022, em Anaheim (EUA)
CARD PRINCIPAL (1h, horário de Brasília):
Peso-pesado: Francis Ngannou x Cyril Gane
Peso-mosca: Brandon Moreno x Deiveson Figueiredo
Peso-pena: Movsar Evloev x Ilia Topuria
Peso-pesado: Greg Hardy x Alexey Oleynik
CARD PRELIMINAR (20h15, horário de Brasília):
Peso-médio: Michael Morales x Trevin Giles
Peso-galo: Cody Stamann x Said Nurmagomedov
Peso-galo: Tony Gravely x Saimon Oliveira
Peso-mosca: Poliana Botelho x Ji Yeon Kim
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Jack Della Maddalena
Peso-mosca: Viviane Araújo x Alexa Grasso
Peso-palha: Kay Hansen x Jasmine Jasudavicius
Peso-leve: Matt Frevola x Genaro Valdez
Peso-médio: Rodolfo Vieira x Wellington Turman

Fonte: Combate