Adesanya vence revanche contra Whittaker e segue invicto entre os médios

Louis Grasse/PXImages

Campeão dos pesos-médios (84 kg) e um dos atletas mais populares do UFC na atualidade, Israel Adesanya voltou a liderar um card do maior evento de lutas neste sábado (12), em Houston (EUA). Para isso, o atleta protagonizou a revanche contra Robert Whittaker e, novamente, levou a melhor.

Melhor nos momentos decisivos, o nigeriano atacou com mais precisão e volume de golpes diante de um aguerrido desafiante, que surpreendeu ao conectar algumas quedas e a pegar as costas de Adesanya. Porém, isso não foi o suficiente para transpor a estratégia do campeão, que  se manteve invicto na divisão.

Com o resultado, o nigeriano ampliou seu cartel profissional no MMA para 22 vitórias e apenas uma derrota – o revés foi anotado em sua apresentação na categoria de cima, a dos meio-pesados (93 kg).

A luta

O primeiro assalto começou estudado e ambos atletas iniciaram em busca da distância correta para aplicar seus golpes. Enquanto Whittaker investiu em alguns chutes baixos, o campeão trabalhou com ataques de encontro no rosto, estratégia que lhe rendeu um knockdown no único grande momento de emoção no 1º round. Adesanya 10 x 9 Whittaker.

Na segunda etapa, o desafiante equilibrou ao encurtar a distância repetidas vezes e conectar golpes na saída de seus ataques, o que incomodou Adesanya, que errou em um clinch e foi derrubado – antes de levantar instantes depois. Adesanya 19 – 19 Whittaker.

No terceiro round, os jabs de Adesanya voltaram a fazer efeito e furar a guarda do rival. Mais agressivo, o nigeriano chegou a arriscar alguns chutes altos e acabou derrubado, quase dando as costas para Whittaker. Rapidamente, o campeão voltou a se desvencilhar e a acertar melhor ataques da longa distância. Adesanya 29 – 28 Whittaker.

A quarta etapa garantiu um momento de grande emoção para a torcida presente no ginásio. Ao tentar uma queda, Whittaker aproveitou a defesa do oponente para passar para as costas e tentar um estrangulamento ainda em pé. Adesanya, no entanto, manteve a calma e escapou da posição. Preciso, o nigeriano puniu o desafiante com chutes baixos que obrigaram o australiano a mudar de base. Adesanya 39 – 37 Whittaker.

O último assalto trouxe um Adesanya mais agressivo e com combinações de chutes com cruzados na curta distância. Também mais atento às defesas de quedas, o nigeriano. Dono do centro do cage no começo, o campeão, no entanto, caiu de rendimento e passou os minutos finais se defendendo junto à grade. Adesanya 48 – 47 Whittaker.

Acompanhe os resultados do UFC 271:

Israel Adesanya venceu Robert Whittaker por decisão unânime;
Tai Tuivasa  nocauteou Derrick Lewis no 2º round;
Jared Cannonier nocauteou Derek Brunson no 2º round;
Renato ‘Moicano’ finalizou Alexander Hernandez no 2º round;
Bobby Green venceu Nasrat Haqparast por decisão unânime;
Andrei Arlovski venceu Jared Vanderaa por decisão dividida;
Casey O’Neill venceu Roxanne Modafferi por decisão dividida;
Kyler Phillips finalizou Marcelo Rojo no 3º round;
Carlos Ulberg venceu Fabio Cherant por decisão unânime;
Ronnie Lawrence venceu Leomana Martinez por decisão unânime;
Jacob Malkoun venceu A.J. Dobson por decisão unânime;
Douglas Silva de Andrade finalizou Sergey Morozov no 2º round;
Jeremiah Wells finalizou Mike Mathetha no 1º round;
Maxim Grishin venceu William Knight por decisão unânime.

Fonte: Ag Fight