GOVERNO DA BAHIA - TERRA MÃE DO BRASIL

Adesanya faz luta inteligente, controla Vettori e mantém cinturão dos médios no UFC 263

Em sua volta à divisão de origem, nigeriano domina italiano vence por pontos na luta principal; atleta se recupera da derrota para Jan Blachowicz nos meio-pesados

I. Adesanya (esq.) derrotou M. Vettori (dir.) e manteve o cinturão dos médios. Foto: Reprodução/Instagram

Venceu a técnica. Na luta principal do UFC 263, realizado neste sábado (12), em Glendale (EUA), Israel Adesanya provou mais uma vez o motivo de ser um dos nomes de maior prestígio na história recente do Ultimate. Na revanche contra Marvin Vettori, o nigeriano atuou de forma inteligente e dominou o oponente por cerca de 25 minutos. Ao fim de cinco rounds, o atleta foi declarado vencedor na decisão unânime dos juízes, mantendo o título dos médios (até 83,9kg.).

Havia curiosidade por parte dos entusiastas do esporte para saber como Israel se sairia após sofrer a primeira derrota na carreira. Em março, o nigeriano subiu aos meio-pesados (até 93kg.) para tentar conquistar o segundo título na empresa, mas acabou superado por Jan Blachowicz.

Cerca de três meses depois, Adesanya retornou à categoria na qual é campeão desde 2019 e provou ter abstraído bem o resultado negativo. Afiado nas esquivas e eficiente no controle de quedas de Vettori, o campeão abusou dos contragolpes e não deu chances à estratégia do italiano.

Com o resultado positivo, Israel mantém sua invencibilidade no peso médio. Agora, o atleta chegou à sua terceira defesa de título.

Mais uma vítima de Adesanya, Vettori não conseguiu repetir a boa atuação de 2018. No primeiro encontro com Israel, em 2018, o italiano conseguiu equilibrar o duelo e acabou perdendo na decisão dividida dos juízes.

A luta

O duelo começou com Adesanya tomando a iniciativa com um chute baixo. Com outro chute, desta vez na linha de cintura, o campeão tentava controlar a distância no confronto. Vettori arriscou uma combinação de socos, mas Israel se desviou com eficiência. Marvin respondeu com dois chutes baixos no campeão, mas o nigeriano não acusou o golpe. Adesanya voltou a chutar, mas acabou surpreendido pelo adversário, que segurou suas pernas e levou o duelo para o chão. Por cima, o italiano buscava as transições, enquanto Israel se arrastava até as grades para tentar se levantar. O campeão conseguiu se levantar, mas passou a ser pressionado contra as grades. O nigeriano conseguiu se desvencilhar e o duelo voltou a ser disputado no centro do octógono. Adesanya seguiu apostando nos chutes e o desafiante continuava caminhando para frente. O italiano tentava encurralar o campeão com combinações de socos, mas Adesanya seguia afiado nas esquivas. No minuto final, Israel insistia em minar a base do rival e Marvin continuava buscando os contra-ataques.

Na segunda etapa, o campeão voltou a dar o primeiro golpe, com um chute na perna direita do italiano. Vettori caminhava para frente e tentava pressionar o campeão contra as grades. O desafiante conectou um jab e direto limpos no rosto e Israel, mas o campeão não acusou o golpe. Adesanya se encostou na grade, abaixou a guarda e provocava o oponente, que lançava golpes no vazio. Pouco mais de um minuto do assalto, Marvin partiu para as pernas do nigeriano, que abriu a base e impediu a queda. O italiano seguia fazendo força, mas Adesanya conseguiu se afastar. No centro do octógono, Israel aguardava os ataques do adversário para contundir no contragolpe. Israel continuava induzindo o oponente ao erro, obrigando o desafiante a soltar ataques que não o atingiam. Mesmo desperdiçando ataques, o italiano continuava perseguindo o campeão pelo octógono. Adesanya, no entanto, pontuava sempre que o adversário lançava um golpe. Perto do minuto final, Vettori pressionou o campeão contra as grades, mas Israel se defendia bem. Israel voltou a se afastar e tentou surpreender o oponente com um chute alto, que parou na guarda do rival. A etapa acabou com os combatentes aceitando a trocação franca no centro do octógono.

Logo nos segundos iniciais do terceiro round, Vettori partiu para as pernas e conseguiu derrubar o campeão. Por baixo, o nigeriano se grudava ao adversário, que buscava a montada. Em posição de vantagem, Marvin golpeava o nigeriano de cima para baixo. Longe das grades, Israel tentava resistir ao mau momento. Passado pouco mais de um minuto, Vettori arriscou o mata-leão, mas Adesanya se defendeu e conseguiu reverter a posição. O campeão se levantou, enquanto o oponente permanecia no chão. O italiano ensaiou uma chave de calcanhar, mas o nigeriano saiu bem e o duelo voltou a se disputado de pé. Após o momento de tensão, Adesanya balançou o desafiante com um upper de direita. O italiano seguia caminhando para frente e chegou a conectar um soco limpo no rosto do campeão. O confronto seguia tenso, com possibilidade de nocaute para as duas partes. Com um chute baixo, Israel desequilibrou o adversário. O italiano respondeu com um cruzado, mas o cronômetro zerou.

A quarta etapa começou com Israel mais agressivo, com combinações de socos e chutes. O italiano não deixava os ataques sem resposta, mas Adesanya fez valer a fama de sua ótima esquiva. O desafiante voltou a buscar as pernas, mas Israel se defendia, com as costas nas grades. O italiano forçou, conseguiu a queda, mas recebeu a invertida do oponente. Adesanya não quis saber de lutar no chão e permitiu que o oponente se levantasse. No centro do octógono, o campeão abaixava a guarda e se arriscava sempre que o oponente soltava seus socos. Próximo ao minuto final, Adesanya conectou uma boa sequência de cruzados no rosto do desafiante. O italiano respondia com chutes, mas a vantagem seguia com o campeão. Nos segundos finais, o italiano voltou a buscar uma queda. Com as costas na grade, o nigeriano se protegia e impedia os avanços do oponente. O assalto acabou sem ação por parte dos atletas.

Para o último round, Vettori precisava ir para o tudo ou nada. No entanto, o nigeriano tomou a iniciativa, com uma sequência de chutes. Marvin voltou a insistir na queda e, como nas etapas anteriores, o campeão fazia um bom trabalho de defesa. O italiano fazia forças, mas o campeão quebrava a postura do adversário. O líder da divisão se afastou, mas o desafiante seguia caminhando para frente. No centro do octógono, Vettori soltava jabs, mas Adesanya se esquivava. Os minutos passavam e Israel administrava o resultado, apostando nos contra-ataques. Perto do minuto final, Vettori voou nas pernas do adversário e conseguiu desequilibrar o campeão. Adesanya se levantou e usava a grade para fazer postura. Sem muita ação, a torcida passou a vaiar os lutadores, que praticamente não golpeavam. O árbitro separou os atletas e o duelo voltou a ser disputado no centro do octógono. O campeão lançou uma combinação de socos, seguida de um chute alto. Marvin continuava caminhando para frente, mas sem efetividade nos ataques. O italiano tentou mais uma queda, mas não havia mais tempo.