EUA e Brasil assinam parceria para investimentos em infraestrutura no país

Secretário de comércio americano, Wilbur Ross, disse estar impressionado com cronograma de projetos do governo brasileiro.

BRASÍLIA – O secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, assinou nesta quinta-feira um memorando de entendimento para facilitar negócios e investimentos em projetos de infraestrutura feitos por americanos no país. A parceria foi formalizada após Ross se encontrar com o ministro de Infraestrutura, Tarcício Freitas. Ao assinar o documento, o secretário elogiou os planos do governo brasileiro.

O acordo é o primeiro resultado concreto da visita de Ross ao Brasil. Na quarta-feria, após reunião com Ross, o ministro da economia afirmou que as negociações entre Brasil e EUA para um acordo de livre comércio haviam começado oficialmente.

— Hoje mais cedo me reuni com o ministro de Infraestrutura. Estou muito impressionado com o nível de detalhes do seu planejamento e com o fato de que ele tem planos de muito curto prazo vindo por aí. Este é um governo que está realmente começando a se mexer. Essa é uma consideração muito importante para aqueles que estão um pouco nervosos em investir. Estou menos nervoso aqui do que em outros lugares — disse o secretário, durante um evento do setor em Brasília.

O acordo foi fechado entre a Opic, agência americana voltada para financiamento de projetos fora dos EUA, e o Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) pelo brasileiro. Hoje, a Opic tem cerca de US$ 60 bilhões para investimentos em paíse emergentes. Em seu discurso, Ross afirmou que os EUA querem ser protagonistas no desenvolvimento da infraestrutura na América Latina.